A idéia por trás do design do UX é simples: usuários felizes e confiantes têm mais chances de comprar de você. É mais provável que confiem em você, se inscrevam em suas listas de e-mail ou baixem seu aplicativo.

Costumo pensar no design da experiência do usuário (ou design UX) como psicologia, e não como desenvolvimento.

Um bom design de UX tem tudo a ver com a cabeça dos visitantes.

Está antecipando todos os seus movimentos e criando um site simples, intuitivo e agradável de usar.

Infelizmente, não há uma resposta fácil ou uma bala de prata para um bom design de UX. É o culminar de muitos pequenos ajustes. Cada um melhorando a experiência em seu site.

Com isso em mente, reuni uma lista de verificação de 25 pequenos (e fáceis) ajustes que farão seu design de UX brilhar.

1. Speed

A velocidade do site é sua primeira chance de causar uma boa impressão. É o seu primeiro obstáculo UX.

Velocidade do site

(fonte da imagem)

Muito lento e seus visitantes já estão agitados e com menos probabilidade de confiar em você. Instintivamente associamos velocidade com profissionalismo, e a maioria dos visitantes espera que seu site seja carregado em dois segundos.

Qualquer coisa mais lenta que isso, e é uma má experiência do usuário, desde o início.

Verifique se a velocidade do servidor está correta e reduza o peso do site para que ele seja aberto rapidamente.

2. Quem é você e o que você faz?

Seu próximo grande desafio é informar rapidamente seus visitantes. Quem é Você? O que você faz? E que valor você pode dar a eles?

Valor do Netflix

Isso é chamado de proposta de valor e é tão importante que escrevemos uma postagem de blog inteira sobre ela. Você só tem alguns segundos para convencer seus visitantes, então conte!

Experimente agora: resuma todo o site em uma frase e sinalize onde deseja que os visitantes sejam os próximos.

3. Verifique se os visitantes podem entrar em contato com você

Uma parte essencial do design do UX é eliminar quaisquer preocupações ou ansiedades que seus visitantes possam ter.

Uma das maiores preocupações dos novos visitantes é se eles devem confiar em você ou não, especialmente se você é um novo site.

Uma maneira de remover essa ansiedade é mostrar a eles que existe uma pessoa real nos bastidores. Adicione um endereço comercial, um número de telefone e um endereço de e-mail real. (NÃO é um formulário de contato – as pessoas tendem a desconfiar delas em comparação com um endereço de e-mail direto).

Melhor ainda, use uma caixa de bate-papo ao vivo para que os usuários possam fazer perguntas instantaneamente.

Tagove Live Chat

Se algo der errado, é bom saber que eles podem entrar em contato facilmente.

4. Sempre dê aos visitantes um caminho de volta para casa

Já nos perdemos em sites antes. Você segue os links e acaba na toca de um coelho.

Se isso acontecer, seus visitantes ficam agitados e frustrados. Eles pressionam instintivamente o botão “X” para fechar o navegador.

Em vez disso, verifique se há um botão “casa” claro e definido, para que eles sempre possam recomeçar. Normalmente, os usuários esperam que o seu logotipo também seja vinculado à página inicial, portanto, verifique se.

5. Melhor ainda, deixe migalhas de pão para que eles saibam onde estão

Além de dar a eles um reinício rápido, use ‘migalhas de pão para explicar onde eles estão no processo.

Grandes barras de progresso são ótimas para isso. Se for durante o processo de checkout, por exemplo, informe ao usuário exatamente onde eles estão e o que resta fazer.

barra de progresso do checkout

(fonte da imagem)

Novamente, isso é psicologia simples. Por exemplo, caminhar é muito mais cansativo quando você não sabe onde está o fim. Nos sentimos muito mais confortáveis ​​quando temos um mapa. A mesma ideia se aplica online.

6. Remova quaisquer ações repetitivas

É super frustrante inserir os mesmos dados duas vezes em um formulário (como um endereço de cobrança e um endereço de entrega). Tente se livrar de quaisquer ações repetitivas que atrasem o processo de compra.

São coisas assim que levam ao abandono do carrinho. Seus visitantes procurarão em outro lugar.

Melhor ainda, crie um sistema que se lembre das preferências de seus clientes. Ele ficará surpreso e encantado quando tudo estiver lá esperando por eles novamente. É uma coisa simples que aumenta as chances de retorno de clientes.

7. Use dicas de ferramentas para ajudar os iniciantes (mas não impeça os especialistas!)

Alguns de seus visitantes serão regulares. Eles analisarão suas folhas de inscrição e seu processo de compra. Outros serão novos e poderão ter algumas perguntas ao longo do caminho.

Pequenos ícones de “dica de ferramenta” (geralmente identificados com um ponto de interrogação) ajudarão os novatos a entender o que precisam fazer. Mas, ao mesmo tempo, eles não atrapalham seus especialistas.

dicas

(fonte da imagem)

Você pode até fornecer atalhos ou rotas rápidas para ajudar a acelerar os especialistas. Você verá frequentemente os links “pular isso” na maioria dos explicadores de sites e aplicativos, por exemplo.

8. Crie uma call to action grande e arrojada

Uma frase de chamariz indica ao visitante exatamente o que fazer: “Inscreva-se” ou “Compre agora”, por exemplo. Certifique-se de que seja direto, direto e explique o valor de fazê-lo.

CTA

(fonte da imagem)

Melhor ainda, faça uma cor clara e arrojada (verdes e laranjas fazem maravilhas aqui) e envolva-a com espaço em branco. Isso deve chamar a atenção dos usuários, dando uma indicação clara de que é isso que você deseja que eles façam.

9. Faça uma distinção clara entre apelos à ação primários e secundários

Com muitas frases de chamariz, você verá duas opções. “Enviar” e “cancelar”, por exemplo. Ou “faça o download agora” e “teste gratuito”.

spotify-cta

Está claro qual ação você deseja que o visitante tome, para garantir que eles saibam. Confira a página inicial do Spotify. Eles fizeram com que o botão “ganhe prêmio” seja ousado e atraente. Eles fizeram o botão ‘jogar de graça’ desaparecer em segundo plano.

Isso é apenas psicologia simples novamente. Você sutilmente informa aos usuários em qual deles clicar.

10. Use a hierarquia para mostrar aos usuários para onde ir

Felizmente, você deve ter uma clara “jornada do usuário” em mente. Digamos que você ensine cursos on-line através do seu site. Uma jornada simples do usuário pode ser assim:

Leia o blog mais recente > faça o download do relatório gratuito e inscreva-se na lista de discussão > inscreva-se no seu curso online pago.

Se você tiver uma jornada clara, poderá criar uma hierarquia visual para direcionar os usuários para onde você os deseja. Nesse caso, você deve garantir que seu blog seja a primeira coisa que eles veem. Em seguida, você começará a incluir muitos links na sua lista de e-mails.

11. Não mexa com os elementos esperados!

Muitas vezes, é difícil resistir ao desejo de ser criativo com layouts e elementos. Mas o fato é que todos sabemos como deve ser uma loja on-line. Esperamos que os produtos sejam dispostos em categorias simples. Esperamos descrições de produtos, revisões e um processo de compra familiar.

checkout de maçã

Não tente reinventar a roda com esses aspectos cruciais! Mantenha simples.

12. Mantenha uma paleta simples de 3 cores

Novamente, isso é tudo sobre resistir ao desejo de complicar demais as coisas. Combinar mais de três cores primárias é difícil e muitas vezes confunde seus usuários.

paleta

(fonte da imagem)

A cor também é muito útil para moldar a experiência do usuário, pois está intimamente ligada à psicologia e à emoção. Por exemplo, associamos azul à confiança (há uma razão pela qual o Facebook usa azul!)

Combine sua paleta de cores com seu produto.

13. Por que estou recebendo um erro? E o que eu faço agora?

Às vezes, as coisas dão errado e os erros 404 são inevitáveis. No entanto, você pode realmente transformar isso em uma experiência positiva para o usuário.

Explique exatamente por que eles estão recebendo esse erro criando páginas 404 e 504 personalizadas. A “baleia falhada” do Twitter era famosa por isso.

twitter falhar baleia

Para erros desconhecidos, tranquilize os usuários de que você está trabalhando nele e direcione-os de volta ao seu site.

Os becos sem saída, como as páginas de erro, são perigosos. Os usuários naturalmente buscam a cruz. Tranquilize-os e envie-os de volta.

14. Dê aos usuários um número mais alto quando eles completarem algo

Os seres humanos são movidos por um senso de conquista e conclusão. Quando eles concluírem uma tarefa, informe-os e mostre-lhes para onde ir em seguida.

Você pode fazer isso depois que eles enviam o endereço de e-mail, depois que compram um produto, depois que adicionam algo ao carrinho ou simplesmente quando chegam ao final de uma postagem do blog.

É uma experiência simples, fácil e positiva. Também oferece aos usuários um senso de colaboração; como se você estivesse realmente ajudando-os a alcançar seus objetivos.

15. Atenha-se apenas a duas famílias de fontes

Consistência e branding são essenciais para uma boa experiência do usuário.

É muito confuso se a fonte do seu logotipo é Futura, o texto do seu corpo é Times New Roman, sua chamada à ação é Comic Sans e seus títulos são Windings…

fontes

Atenha-se a apenas duas famílias de fontes. É mais fácil de ler e parece mais profissional e confiável.

16. Use mensagens de alerta distintas e consistentes

Às vezes, seus usuários entendem errado. Talvez eles tenham digitado sua senha incorretamente e não possam fazer login. Talvez tenham esquecido de incluir um CEP na folha de inscrição.

alertas

(fonte da imagem)

Nesses casos, você desejará uma mensagem de erro ou alerta simples, mas distinta. Verifique se a cor e o estilo são diferentes de qualquer outra coisa no seu site. Dá uma indicação clara de que algo precisa de ação.

Você também deve tornar essas mensagens de alerta consistentes em todo o site. Não use cores, estilos ou posicionamentos diferentes, pois eles ficam confusos.

17. TEXTO DE FECHAMENTO DE TAMPAS

É apenas irritante.

Na verdade, existem razões mais importantes que isso. Na verdade, lemos o texto em maiúsculas mais lentamente que em minúsculas. Portanto, é muito mais difícil escanear a leitura (que é como geralmente lemos a Internet).

Reserve o caps lock para quando você realmente precisar causar impacto.

18. Agrupe itens relacionados

Isso é especificamente para sites de comércio eletrônico, mas funciona de maneira geral.

Tente manter itens semelhantes e relacionados no mesmo local. Isso significa que seus visitantes e clientes recebem um serviço muito mais personalizado, quase como se você tivesse antecipado as necessidades deles..

itens agrupados

Você pode fazer isso com produtos físicos, como a seleção “mais como esta” da Amazon. Você também pode fazer algo semelhante com postagens e artigos de blog, usando uma seção de conteúdo relacionada.

Mantém os visitantes navegando em seu site, reduz sua taxa de rejeição e cria uma experiência mais pessoal.

19. Mantenha tudo consistente

A última coisa que você deseja é que um visitante clique em um link e sinta que navegou para um site diferente.

Verifique se a barra de navegação permanece no mesmo local, não importa onde você esteja no site. Verifique se o seu logotipo está sempre visível e a paleta de cores permanece a mesma.

20. Projete o layout para a digitalização ocular

Não lemos sites como lemos um livro. Nossos olhos saltam e procuram informações importantes.

Padrão F

Normalmente, lemos sites em um padrão F, mas imagens em negrito e frases de chamariz também são conhecidas por chamar a atenção primeiro.

21. Construa confiança com depoimentos e provas sociais

A maioria dos visitantes do seu site chega com a guarda alta. Eles são naturalmente cautelosos com novos sites e, certamente, ainda não estão prontos para comprar de você.

Como eu disse, uma parte essencial do design de UX é remover essas barreiras e fazer com que as pessoas se sintam confortáveis ​​em seu site. Alguns depoimentos e factóides bem colocados farão com que as pessoas se sintam mais à vontade. Gostamos de ver que outras pessoas (de preferência grandes nomes) usaram seu produto e serviço e o aprovaram.

22. Informe aos usuários com o que podem brincar!

Geralmente, os sites são compostos de duas partes: Número um: conteúdo – é estático e não podemos interagir com ele. E número dois: controles – são coisas com as quais podemos clicar e jogar e interagir.

interações

O Twitter é ótimo nisso. Texto simples em preto para o conteúdo. O texto em azul indica em que você pode clicar e interagir. Os ícones são preenchidos com cores quando você passa o mouse para mostrar com o que você pode jogar.

Convide pessoas para brincar com seu site!

23. Crie uma curva de aprendizado suave

Ninguém gosta de ficar preso em um site confuso e difícil.

Tente dar aos visitantes uma vitória rápida quase imediatamente. Facilite-os e simplifique-os, especialmente se você estiver oferecendo uma proposta de negócios complicada.

24. Encontre uma maneira de simpatizar rapidamente com seu visitante

A experiência do usuário é imitar um relacionamento humano e estabelecer uma conexão com o usuário. A empatia é uma grande parte disso – Quais são os objetivos e os sonhos dos seus visitantes? O que os tem impedido até agora?

Informe imediatamente que você entende o problema deles. Você pode fazer isso com uma imagem com a qual eles possam se relacionar ou com uma frase que resuma seus maiores problemas.

Seu visitante pensará “este site me entende!”, O que é uma ótima experiência do usuário para criar.

Tente fornecer feedback ao seu usuário em cada pequena parte da jornada. Isso criará uma comunicação e um relacionamento reais aos quais os usuários respondem.

Você pode fazer isso com cópia, como “Bom trabalho!” “Nós pensamos que você poderia gostar disso”, “gostaria de falar com um especialista?”

Barra de progresso

Ou pequenos gráficos e visuais, como um polegar para cima, um rosto sorridente ou um relógio em uma página de carregamento.

———

Combine esses pequenos ajustes e você criará uma experiência do usuário que cria confiança, se conecta ao seu público-alvo e os deixa felizes e com uma sensação de conquista.

Você está usando algum desses truques de design do UX? Eu adoraria ouvir sobre o que eu perdi! Deixe-me saber na seção de comentários.

Kim Martin
Kim Martin Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me